O radar de velocidade é uma ferramenta usado para fiscalizar a circulação dos veículos e conter o seu excesso de velocidade. Existem quatro tipos de radares: fixo, estático, móvel e portátil, que apresentam diferenças de funcionamento entre si.

Quais os tipos de radares de velocidade?

Os radares de velocidade se diferem em relação à sua forma e modo de funcionamento, mas todos têm a função de identificar quando um veículo excede a velocidade máxima permitida na via.

Radar Fixo (pardal): Esse radar não precisa de uma pessoa para operá-lo, pois fica instalado nas vias, geralmente, nos postes. Ele capta a velocidade dos veículos e também registra a imagem dos meios de transporte que excederem a velocidade permitida. 

Radar Estático: Assim como o nome já diz, o radar estático é preso, ou em um ponto na via ou em cima de um automóvel sem poder movê-lo. Na maioria das vezes é colocado em lugares não visíveis, como atrás de árvores ou em curvas, bastante utilizado pela Polícia Rodoviária Federal em épocas de festa, como final de ano e carnaval.

Radar Móvel: Por outro lado, o radar móvel também fica instalado em um veículo, mas trabalha em movimento. Ele consegue medir a velocidade mesmo em movimento, só não consegue registrar imagens do carro. 

Radar Portátil: Já o radar portátil não é instalado em nenhuma local ou veículo, ele deve ser operado manualmente por um agente de trânsito. Para medir a velocidade com ele, a ferramenta deve ser apontada para o veículo em que a velocidade deva ser medida. Porém, esse radar não registra imagens, apenas dá a medida. 

Fique atento, não exceda o limite de velocidade!

PROGRAMA CNH POPULAR 

Iniciativa Privada de Responsabilidade Social 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *